*

Planejamento 28.09.2018 — 8:31 am

Álvaro Dias, do Podemos, no Esquina na Urna

Álvaro Dias, do Podemos

O Esquina segue com o especial #EsquinaNaUrna, para levar aos candidatos à presidência as principais demandas para melhorar as cidades brasileiras. Hoje foi a vez de Álvaro Dias, candidato pelo Podemos. A série completa pode ser acompanhada por aqui.

Álvaro Dias diz que é preciso acabar com o Ministério das Cidades, que integrará outro conjunto administrativo, mas que mais importante do que isso são as políticas públicas ligadas a ele e que devem ter um urbanista presente. “O estado brasileiro é um mastodonte, não há país do mundo com mais de 20 ministérios”, explica.

Quanto à ocupação do território, ele defende que o trabalhador possa ter emprego mais próximo da residência e evite deslocamentos desgastantes. Para ele, o ordenamento das cidades deve levar em conta a qualidade de vida das pessoas. Segundo Dias, o regime de contratação diferenciada é um bom caminho para a corrupção e é preciso achar caminhos para evitar que desvios aconteçam na contratação de obras.

O candidato afirma ainda que os centros urbanos estão desabitados porque são áreas mais caras e que é preciso apostar no aumento da renda dos brasileiros. Disse que é lamentável o descaso com a cultura e  história do país, referindo-se ao incêndio do Museu Nacional, e que é preciso valorizar a identidade cultural brasileira, desenhando a história com respeito às tradições.

Álvaro Dias no Esquina na Urna

O Esquina segue com o especial #EsquinaNaUrna, para levar aos candidatos à presidência as principais demandas para melhorar as cidades brasileiras. Hoje foi a vez de Álvaro Dias, candidato pelo Podemos. Outros candidatos aparecerão nos próximos posts. A série completa pode ser acompanhada no www.esquina.net.brÁlvaro Dias diz que é preciso acabar com o Ministério das Cidades, que integrará outro conjunto administrativo, mas que mais importante do que isso são as políticas públicas ligadas a ele e que devem ter um urbanista presente. Quanto à ocupação do território, ele diz que o ordenamento das cidades deve levar em conta a qualidade de vida das pessoas e que o regime de contratação diferenciada é um bom caminho para a corrupção.O candidato afirma ainda que os centros urbanos estão desabitados porque são áreas mais caras e que é preciso apostar no aumento da renda dos brasileiros. Disse que é lamentável o descaso com a cultura e história do país, referindo-se ao incêndio do Museu Nacional. Saiba mais em http://www.esquina.net.br/2018/09/28/alvaro-dias-do-podemos-no-esquina-na-urna/

Publicado por Esquina: Conversas sobre cidades em Sexta, 28 de setembro de 2018

 

As perguntas do #EsquinaNaUrna foram selecionadas a partir de questões enviadas pelo público do Esquina e formuladas pela nossa equipe. Neste link você consegue ver boa parte do que recebemos em vídeo e por escrito de pessoas de várias partes do Brasil. Agradecemos imensamente a todos que participaram. Várias questões ficaram de fora por uma limitação de tempo dos candidatos, mas ficam registradas como uma contribuição importante neste momento de reflexão sobre nossas cidades e nosso país.

A iniciativa tem o apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), que no mês passado lançaram uma Carta aos Candidatos.

LEIA TAMBÉM:

+ Esquina na Urna: perguntas aos presidenciáveis

+ “Temos de tomar o Ministério das Cidades”, diz Paulo Mendes da Rocha

+ Arquitetos lançam manifesto a candidatos à presidência

 

Tags:, ,

Bitnami